sábado, 18 de julho de 2009

respira II

respira duas vezes.
respira
depois coloque sua máscara.
somos invencíveis,
não há nada que não possamos fazer.
rezo para Nietzsche
ao amanhecer,
antes de dormir, não.
não temos antenas de tv
mas nossos chips estão
ligados numa rede.
sem fio.num ônibus
na madrugada.
super homens
são sempre mal edudados
uns com os outros,
e com os mortais.
respira fundo e mergulha comigo.
não vejo felicidade nos olhos dessas pessoas.
eles se beijam, mas não se finalizam.
na noite preta,
escura demais!
e eu não consigo
entender.
distante demais.
diferente das minhas noites
iluminadas
(por uma eterna lua plena jorrante cheia sempre cheia o céu com tanta estrela e barulho do vento.)

e um final cafona falando de natureza

Um comentário:

F. disse...

Puta que pariu dez vezes!!!
Renato, eu quero entrar dentro da sua cabeça, please... deixa? Só um tiquinzin...

Conexões perfeitas!!! Também rezo pra Nietzsche só nas auroras. E morro de vontade de dar palmadas no bumbum dos super homens.

"Eles se beijam,mas não se finalizam." (Queria ter escrito isso... é simplesmente PERFEITO!)