terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Beta

 

"Estive doente
doente dos olhos, doente da boca, dos nervos até.
Dos olhos que viram mulheres formosas
da boca que disse poemas em brasa
dos nervos manchados de fumo e café.
Estive doente
estou em repouso, não posso escrever.
Eu quero um punhado de estrelas maduras
eu quero a doçura do verbo viver."

(De um louco anônimo)
Posted by Picasa

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

os discos voadores








Caetano, eu tive a chance, mas não podia.
preciso voltar a tomar meus remédios.
cada vez procuro menos discos voadores no céu
enquanto na terra os humanos me iteressam mais

olhos olhares cores volumes saliências
cheiros cheiros cheiros
nucas
bocas
pés
vozes falas musica te ouço ao pé do ouvido
halitos

ai Caetano, assim eu vou me dar mal
preciso me dar mal
não sei fazer de outro jeito

acho que estes são os discos voadores de que você fala

flying saucers, elephant guns, eleanor rigbys
laughing till my head comes off

I don't want to be john Malcovich.
I want to be me.

rindo ... até minha cabeça sair.
pegue o dinheiro e corra
antes da era do gelo que chega logo.

mulheres e crianças primeiro.
depois você Caetano.

Antes que esse teatro desabe sobre nós
antes que o fogo entre por esses corredores
com carpetes coloridos
e pessoas com roupas e cabelos exóticos corram
desesperadas por suas vidas

vamos então um pouco no telhado
olhar o céu

qualquer hora eu vou acordar
e fazer faxina no quarto
e depois ler um pouco de Caio F.
antes de chegar a próxima visita
ou chegar a era do gelo

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

nasci no planeta, nasci mulher


Bjork.com medulla
the pleasure is all mine /to get to be the generous one /is the strongest sance /
the pleasure is all mine /to finally let go /and evenly flow /(the harvest is here)/
who gives most /who gets to give most /the pleasure is all mine /women like us /
strengthen most /host-like - when in doubt give /in doubt: give

o prazer é todo meu /de ser a mais generosa /que é a parte mais forte /o prazer é todo meu /de deixar passar /e deixar correr /(essa é a recompensa) /é a que mais dá
quem chega a dar mais /o prazer é todo meu /mulheres como nós /suportam mais
como uma hospedeira - quando em dúvida, dá /em dúvida: Dá

Performed by Björk, Tagaq & Rahzel

"Quando eu fiz essa canção, foi a primeira vez que deixei minha bebezinha. tive que ir a La Gomera, que é uma pequana ilha das Canárias - umas dessas ilhas que turistas não vão - e eu achei na net o estúdio desse cara lá, e eu acho que fui sua primeira cliente. Então fui pra lá com um engenheiro e minha bebezinha, então quando voamos pensei -- ela só tem catorze meses -- e eles vão embora quatro dias antes de mim, então eu pude pela primeira vez pular de um penhasco -- claro que não literalmente. Como quando você está escrevendo uma canção e não consegue dormir por 40 horas até que esteja pronta, e você não tem a obrigação de colocála pra dormir e se torna totalmente auto-indulgente. então essa canção para mim é só uma forma sensual de cair naquela piscina de novo, onde há só você e a música, ninguém mais, e caminhar pelos penhascos em La Gomera e simplesmente não me culpar, e você pode fazê-lo cantando e cantando obcecada pela música." (Björk, XFM 25aug04)

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008