domingo, 25 de maio de 2008

Cassino Pó Royale...


Da até morte nesse jogo de buraco.


domingo, 18 de maio de 2008

lay down and lie to me









Clark Gable - The Postal service

Eu estava à espera de um trem no metro de Londres quando percebi
Que Eu tenho que esperado desde o nascimento para encontrar um amor que se pareça como um filme
Então eu me mudei de planos aluguei uma van e uma câmera e, depois, te liguei:
Eu preciso de você para fingir que estamos apaixonados novamente e você concordou.

Queria tanto acreditar que era verdade, que o amor era real
E eu quero vida em cada palavra, na medida em que ela é absurda.

Eu lubrifiquei a lente e enquadrei a fotografia utilizando um amigo como o meu stand-in.
O script pedia chuva, mas aquele dia estava claro , então eu fiz uma falsa.
O marcador disparou e eu gritei silêncio no set e, em seguida, gritei ação!
E te beijei num estilo que Clark Gable teria admirado (pensei que clássico).

Queria tanto acreditar que era verdade, que o amor é real
E eu quero vida em cada palavra, na medida em que ela é absurda

Eu sei que você é sábio além dos seus anos, mas você nunca teve a sensação,
De que sua frase perfeita é apenas uma mentira que você diz a si mesmo pra ajudar-lo a continuar?

Que você diz a si mesmo pra ajudar-lo a continuar
Que você diz a si mesmo pra ajudar-lo a continuar

segunda-feira, 12 de maio de 2008

Procuro afeto até em bueiros


como era mesmo o título da estoria ?
conversas com o bueiro ?
bueiro abraça me forte ?
meu bueiro profundo?
meu bueiro cabem dois ?

eu e o bu'eu'ro
o bueiro e eu
no buraco do bueiro
a palavara no bueiro
Buuu... Eu?
Mas acho que era: "eu e o bueiro"




não falei que ficava quase construtivista Mari ...

segunda-feira, 5 de maio de 2008